menu
Acessibilidade

Coronavírus: ação da Prefeitura encerra assentamento de ambulantes em ação contra aglomeração de pessoas na Pavuna, na Zona Norte

última modificação - 08/04/2020 às 9:30:53

Fiscalização do comércio como medida de combate ao novo coronavírus já fechou 1.502 estabelecimentos em toda a cidade. 

A Prefeitura do Rio, por meio das secretarias municipais de Ordem Pública e Fazenda e da Guarda Municipal, encerrou, nesta quarta-feira, dia 8, as atividades de um assentamento de ambulantes, próximo ao metrô da Pavuna, na Zona Norte, por não se adequar ao Decreto Municipal 47.282 (de medidas de enfrentamento à pandemia).  Na ação, um mercado de peixes e carnes – estabelecimento autorizado para funcionar por ser considerado essencial – foi notificado pela Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização por colocar tendas na rua para a venda das mercadorias. As barracas foram prontamente retiradas pelos agentes da Coordenadoria de Controle Urbano.
Com apoio da Polícia Militar, a força-tarefa seguiu na fiscalização de ambulantes em outros pontos do bairro e de estabelecimentos não essenciais. Como resultado do trabalho, três lojas (uma de roupas, outra de biscoitos e um bazar) foram fechadas, e o dono de um bar, que recebia clientela no balcão, foi orientado a bloquear a passagem e trabalhar apenas com delivery.
Até esta terça-feira, dia 7, foram fechados 1.502 estabelecimentos de 2.190 fiscalizados em ações em toda a cidade. A suspensão do comércio é por tempo indeterminado. Entre as exceções estão supermercados e hortifrútis; padarias (sem consumo no local); pet shops; lojas de materiais de construção; e postos de combustíveis. Mais informações no link: https://bit.ly/2UkFehX.

Converse com a Central 1746 pelo WhatsApp

Importante:

O portal não funciona corretamente no Internet Explorer. Recomendamos a utilização de navegadores como o Chrome ou Firefox.

Baixe o app