menu
Acessibilidade

Prefeitura homenageia Dominguinhos do Estácio, engenheiro Bruno Contarini e Arolde de Oliveira com nomes em logradouros públicos

última modificação - 20/05/2022 às 7:58:08

A Prefeitura do Rio homenageia  o cantor e compositor Dominguinhos do Estácio, o engenheiro Bruno Contarini e o senador Arolde de Oliveira batizando com seus nomes logradouros públicos da cidade. O prefeito em exercício Nilton Cadeira publicou no Diário Oficial do Município, nesta sexta-feira (20/5), decretos formalizando a medida. Bruno Contarini agora é o nome do viaduto que faz a ligação entre a Ponte Rio-Niterói e a Linha Vermelha, passando sobre o bairro do Caju. Já Dominguinhos passou a dar nome a uma praça do bairro do Estácio. Arolde de Oliveira batiza uma praça em São Cristóvão.

Falecido no ano passado, o cantor e compositor Dominguinhos do Estácio dá nome à praça antes conhecida como Raízes do Samba, situada entre a Rua Alcebíades Barcelos e a Rua Neco do Estácio. A decisão segue a lei nº 6.997,  promulgada em  13 de julho de 2021, que dá o nome de Dominguinhos do Estácio a um logradouro no município do Rio, preferencialmente no bairro do Estácio.

Compositor e intérprete de samba-enredo, Dominguinhos do Estácio foi uma das vozes mais marcantes da Sapucaí. Nascido no Estácio, começou a carreira nos anos 60, na Unidos do São Carlos, que depois passou a se chamar Estácio de Sá. Ao longo de sua trajetória, defendeu o samba de várias agremiações do carnaval do Rio, tendo sido campeão do Grupo Especial em cinco edições: três vezes pela Imperatriz Leopoldinense, uma pela Estácio de Sá e outra pela Unidos do Viradouro. Também foi premiado duas vezes com o Estandarte de Ouro de Melhor Intérprete. Dominguinhos faleceu em maio de 2021, aos 79 anos, e deixou cinco filhos.

Formado pela Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil, Bruno Contarini foi o responsável técnico pela construção da Ponte Rio-Niterói e esteve à frente de uma equipe que chegou a contar com 130 engenheiros e 10 mil operários. Também atuou na construção do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC), da Estação das Barcas Charitas, da Linha Amarela e da ampliação do Ministério das Relações Exteriores, entre outros projetos no Brasil e no exterior.

O Viaduto Engenheiro Bruno Contarini começa na pista sentido Rio da Ponte Rio-Niterói, na altura do Cais do Porto. Com 2.241 m de extensão, a alça de acesso atravessa o bairro do Caju até chegar à pista sentido Baixada da Linha Vermelha. O decreto regulamenta a Lei nº 7.075/2021, que estabeleceu a homenagem a Bruno Contarini com a denominação de um equipamento público ou obra de engenharia.

Falecido em 2020, vítima do Covid 19, o senador Arolde de Oliveira dá nome uma praça em São Cristóvão, entre as ruas Francisco Eugênio Figueira de Mello e Antunes Maciel, em frente à Praça Eurico Miranda.

Militar, engenheiro e economista, Arolde de Oliveira foi nove vezes deputado federal e senador. Chegou a ser secretário de telecomunicações do Ministério das Comunicações, assim como foi secretário municipal de Transportes do Rio e secretário estadual de Trabalho.

Converse com a Central 1746 pelo WhatsApp

Importante:

O portal não funciona corretamente no Internet Explorer. Recomendamos a utilização de navegadores como o Chrome ou Firefox.

Baixe o app